noneA carregar...
Saltar para o conteúdo

Estrangeiros pretendem investir em empresas angolanas através da bolsa

Por  Minfin | 15/03/2017 16:23

Entidades estrangeiras têm manifestado a intenção de fazer aplicações em empresas angolanas, através da Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA).

Trata-se de uma informação prestada pelo presidente do Conselho de Administração da Bodiva, Patrício Vilar, à margem da 51ª Reunião de peritos da Comissão das Bolsas da SADC, realizada nesta terça-feira, 14 de Março, em Luanda.


Vilar diz que a operacionalização desta intenção depende da materialização de um conjunto de pressupostos, que intervêm um conjunto de órgãos, como o Banco Nacional de Angola (BNA).


As empresas que mais despertam interesse de investidores são as do segmento das telecomunicações, grande distribuição e o sector bancário. Esta via, observa Pedro Vilar, pode ser uma via de capitalização em divisas das empresas, melhorando a sua capacidade de investimento.


Por isso, está a ser estudado um mecanismo que permita as empresas reter parte das divisas aplicadas pelos investidores, excluindo a possibilidade de serem totalmente esterilizadas pelo BNA.


Contudo, a qualidade da informação contabilística e financeira das empresas tem sido apresentada como um factor capaz de inquinar substancialmente o sucesso do mercado bolsista angolano. Vilar diz estarmos, em parte, diante do falso problema. Considera que basta que se perceba que a transparência, boa governação, investimentos e outros benefícios, as empresas, naturalmente, vão ajustar-se à realidade que está a ser construída.

 

 

 

 

Notícias Mais Lidas

Notícias Recentes